edifício mártires da liberdade

2003 | Porto

Localizado na Rua Mártires da Liberdade, na cidade do Porto, o edifício é composto por duas habitações e comércio. O projeto desenvolve-se em dois lotes de terrenos distintos. Um, bastante profundo de forma irregular e sem construção, que alberga o corpo novo projetado e outro, mais pequeno e de forma mais regular, ocupado por uma construção e uma pequena passagem lateral.

 

A reconstrução e a ampliação adotaram soluções tipológicas e formais distintas, o que permitiu a coexistência de dois momentos de construção diferenciados e autónomos. De facto, a possibilidade de ligação entre os dois corpos a um nível superior vem permitir a suspensão do novo corpo, libertando a planta térrea para a caracterização de um corredor pedonal de acesso às habitações, que se desenvolve a par de um outro para circulação automóvel, de acesso ao aparcamento e jardim.

 

Esta imagem, em contraste com a do edifício reconstruído, estabelece com ele um diálogo em que se assumem e exaltam as diferenças, cujo reflexo não se encontra apenas nas diferentes linguagens, tipos de aberturas ou materiais de revestimento, mas também na própria distribuição funcional dos espaços.

colaboração:

prémios:

fotografia:

Arq. Francisco Soares Dias

Menção Honrosa do PRÉMIO JOÃO ALMADA 2004, 10ª edição, "Recuperação do Património Arquitectónico da Cidade do Porto" | Atribuído pela Câmara Municipal do Porto

Joaquim Pinheiro | Paulo Freitas